Bastidores do Geopizza #42

Quem faz as publicações no Geopizza? O que nos motiva a fazer isso todo dia? Vivemos disso? Como são feitos os podcasts do Geo? Qual a nossa área de formação? Como colorir fotos antigas?


A resposta de todas essas perguntas (e outras que você não perguntou) tá na nossa última edição do ano #42!


Acredite ou não, a história do Geo é antiga: surgimos em 17 de maio de 2016.


Inicialmente, éramos uma mídia dentro de outro portal online maior, mas acabamos crescendo e ganhando nosso próprio espaço.


Eu, Rodrigo Zottis, desde o meio da faculdade de comunicação social já trabalhava com portais online e a partir de 2018 com educação EAD.


A falta de profundidade que boa parte da mídia brasileira tratava temas complexos, assim como a dificuldade que muitos professores tinham que passar uma informação completa em EAD em contraste com sua aula presencial me fez iniciar o Geopizza, junto com amigos que cursavam história e geografia.


Embora a proposta fosse válida, jogar luz e dar profundidade sobre certos tópicos histórico-geográficos, demoramos até nos tornamos a iniciativa que gostaríamos de ser.


Durante bons anos, de 2016 - 2018, o projeto permaneceu como uma pequena iniciativa de vídeos autorais e replicador de conteúdo nas redes sociais.


Apenas em maio 2019, nosso podcast teve início, e junto com ele, toda uma baita preocupação de fazer próprio conteúdo nas redes.


Embora exista muito conhecimento em português sobre certos assuntos históricos, boa parte deles utilizam a mesma fonte - e essa nem sempre está atualizada, ou sequer correta.


Junto com a intensificação do projeto e nossa maior notoriedade, veio um grande amadurecimento e maior responsabilidade com o conteúdo que distribuímos.


Hoje, Geo não é uma via de mão única: aprendi muito aqui com leitores que moram por todo Brasil e do mundo. Todas as sugestões, críticas e agradecimentos que já me passaram, tornaram o Geo o que ele é hoje.


Obrigado também principalmente aqueles que financiam o projeto mensalmente, pois sem vocês, certamente o Geo não existiria! Cardápio da Semana (Dicas culturais): Xadrez Verbal Petit Journal Dan Carlin 99 invisible Joe Rogan