As Filipinas e a Guerra às Drogas #44





As Filipinas é um país marcado por instabilidade política: foi colônia da Espanha, protetorado dos Estados Unidos e do Japão em menos de 100 anos.


Após sua independência em 1946, o cotidiano de muitos trabalhadores filipinos de baixa renda eram jornadas de trabalho de quase 12h diárias.


Através da metafetamina, substância inicialmente utilizada para combater o déficit de atenção, usuários encontraram maneiras de aturar seus expedientes.


A partir da década de 70, a substância tornou-se ilegal em boa parte do mundo devido ao abuso.


Em 2016, as Filipinas iniciou uma rígida guerra às drogas.


Hoje, quase 5 anos depois, o consumo da substâncias ilícitas, a violência, o domínio de facções e milícias aumentaram.





A partir de 1970 com a guerra às drogas incentivada pelos Estados Unidos, a metafetamina tornou-se ilegal em boa parte do mundo.


Assim, facções viram uma oportunidade de lucro através da venda de substâncias ilícitas, alteradas para intensificar o vício do usuário.


Milícias surgiram visando combater as facções, mas também utilizando-se da venda de metafetamina para financiar suas atividades.


As milícias foram vistas como uma alternativa para acabar com a violência no país, sendo amplamente apoiados pela população.






Através de execuções de todos os envolvidos com facções, esquadrões da morte operavam eliminando usuários de drogas pelas ruas do país, aparelhando instituições como a polícia e prefeituras.


Em 2016, o novo presidente Rodrigo Duterte já acumulava mais de 20 anos de presidência da cidade de Davao, com ligações com o Esquadrão de Morte de Davao, que nunca negou seu envolvimento.


Duterte prometeu acabar com o crime do país em 3 meses, mas desde então as Filipinas tornaram-se o país mais violento da Ásia.


O presidente intensificou sua perseguição à todos aqueles que se opunham ao seu projeto: oposição, políticos e outras organizações paramilitares.


Policiais, membros do próprio partido de Duterte ou sua família, já foram citados em esquemas de drogas.


Cardápio da Semana (Dicas Culturais):

Filmes: Ma' Rosa (2016), do diretor Brillante Mendoza, que segue a história de uma mãe que vende a metanfetamina para sobreviver.

-Alpha: The Right to Kill (2018).

- BuyBust (2018).

-Ang Probinsyano - O livro da senadora Leila M. de Lima, principal figura de oposição à Duterte, Dispatche From Crame

-A ilha turística de el Nido e o canal Jumping Places



Fontes: Resumos gerais: http://bit.ly/3qHyaJA, http://wb.md/3a0SeQr, http://bit.ly/3iK5Pji e http://bbc.in/3cdYzLj


O Vício e o Shabu nas Flipinas: Crystal Meth and Cartels in the Philippines: The Shabu Trap

https://www.youtube.com/watch?v=eJ0I7HyZNiI A Short History of Narcotic Drug Addiction in the Philippines, 1521-1959

https://www.jstor.org/stable/23898530?seq=1


Execuções extrajudiciais:

They Are Slaughtering Us Like Animals

https://www.nytimes.com/interactive/2016/12/07/world/asia/rodrigo-duterte-philippines-drugs-killings.html


https://www.angpangako.net/


https://web.archive.org/web/20190304125101/https://newsinfo.inquirer.net/821784/full-text-president-rodrigo-duterte-speech-military-camp-drug-matrix-government-officials?utm_expid=.XqNwTug2W6nwDVUSgFJXed.1


https://www.theguardian.com/world/2020/jun/04/philippines-police-may-have-killed-tens-of-thousands-with-near-impunity-in-drug-war-un


https://www.amnesty.org.uk/philippines-president-duterte-war-on-drugs-thousands-killed


https://www.ateneo.edu/sites/default/files/attached-files/Summary%20and%20Extrajudicial%20Killings%20in%20the%20Philippines%20%28AHRC%29%20-%20UPR%203rd%20Cycle.pdf

Reportagem premiada da Reuters, investigando a guerra as drogas nas Filipinas

https://www.reuters.com/investigates/section/philippines-drugs/


On The President's Orders (2019) - documentário

https://www.youtube.com/watch?v=qugduxazBBg